Home / Beleza e Saúde / Bardana, você sabe o que é?

Bardana, você sabe o que é?

Descobrindo o que é Bardana!

Você sabe o que é bardana? Garanto que a maioria vai dizer que não! Talvez se você for japonês ou mesmo seja fã da culinária japonesa, pode ser que saiba o que é bardana ou (gobô), como é conhecido pelos japoneses.

Pois bem, minha curiosidade começou no dia em que vi uma postagem na fanpage do restaurante vegetariano Nampin, da cidade de Piracicaba, interior de São Paulo, onde no cardápio do dia tinha coxinha de bardana. Fiquei muito curiosa, pois, no meu tempo de carnívora, eu comia pelo menos uma coxinha por semana, eu praticamente dava minha vida por uma coxinha.

Então entrei em contato com o restaurante vegetariano e eles prontamente me disseram que era uma raiz, também conhecida como camarão de soja ou camarão vegetariano, por ter um sabor bem semelhante ao camarão e ser muito saborosa. Foi aí que resolvi pesquisar a fundo tudo sobre essa raiz e vou aqui dividir com vocês todas as minhas descobertas.

Ao pesquisar, me deparei com a imagem de uma linda flor roxa com pistilos branquinhos com base preta e folhas bem verdinhas de encher os olhos, mas os resultados da pesquisa só mostravam a bardana sendo consumida como chá, porém, uma das imagens mostrava uma raiz, então mudei a pesquisa para raiz de bardana, aí sim obtive o que desejava.

Vamos então fazer uma breve colocação sobre o chá da bardana, pois, pelo o que eu pesquisei é uma planta cheia de benefícios a saúde.

bardana chaConhecida também como Gobô (nome japonês), tem propriedades diuréticas, laxativas, antissépticas, depurativa, diaforética, estomáquica e antidiabética. Sendo muito utilizada em casos de insuficiência hepática, para “limpeza” do sangue e no tratamento externo de dermatoses.

Além dos usos mais conhecidos, como o uso externo, ela serve para outras indicações, como tratamentos de fígado, nos casos de hepatites e cirrose, além de cálculos biliares, por isso tem sido largamente estudada e utilizada em laboratórios farmacêuticos. Até mesmo a queda de cabelo pode ser tratada com bardana, neste caso é utilizado o óleo extraído da planta.

Suas folhas frescas podem ser usadas em cataplasmas que aliviam dores por torções, hemorróidas, picadas de insetos, e em infusão, é excelente para limpar feridas e inflamações da pele. Como tem ação bactericida e antimicótica, as folhas, esmagadas e aplicadas sobre a pele, são remédio ideal para tratar feridas purulentas, úmidas, pruridos, eczemas, herpes simples, seborreias e acne.

Suas sementes podem ser utilizadas em infusões ou por decocção para curar problemas crônicos de pele. Já na Europa, seus brotos e folhas tenras são consumidos como verduras.

Registros da historia mostram que os gregos já a utilizavam a bardana para tratar inúmeras doenças. As folhas possuem poderes bactericidas e são bastante requisitadas para tratamento de doenças de pele, há um episódio da história no qual as folhas da bardana salvaram o rei Henrique III, da França, de uma doença cutânea.

bardana cha 2

Feito os esclarecimentos sobre os benefícios do chá da bardana, vamos agora para o que interessa, a raiz com sabor de camarão.

Descobri que a raiz da bardana possui inúmeras propriedades nutricionais, como o fornecimento de proteínas, glicídios, fibras, cálcio, fósforo, ferro, vitamina A, vitamina B1, riboflavina e niacina, além de ser uma rica fonte de sais minerais e muito agradável ao paladar, essa raiz que poucas pessoas conhecem, traz benefícios à saúde e é considerada uma planta medicinal.

Na verdade, a planta toda da bardana pode ser utilizada para fins medicinais, desde as sementes, folhas até a raiz. Possui muitas propriedades importantes para a saúde, como o combate de cálculos renais, reumatismo e problemas de vesícula.

Vale lembrar que, a maioria de suas propriedades estão concentradas na casca e por isso é de extrema importância não retirá-la. Quando cozida, a bardana apresenta um aspecto escurecido, o que é normal pelo fato de possuir ácido tânico, uma substância sem sabor e inofensiva ao organismo.

Tudo indica que sua origem é a Europa, mas o país que a cultivou com maior intensidade para consumo foi o Japão, por isso há fama de que a bardana é uma planta de origem japonesa. Até hoje a culinária que mais utiliza e difunde o consumo da planta é a japonesa, na qual podemos encontrar pratos típicos tendo o vegetal como base.

Na culinária vegetariana é utilizada para incrementar tortas, sopas, também para fazer saladas e até mesmo como recheio de coxinha, o motivo pelo qual me causou curiosidade.

bardana raizA bardana tem agradado bastante ao paladar e vem ganhando cada vez mais adeptos nos restaurantes em que é oferecida. Com tantas propriedades, essa planta deve ser mais difundida na culinária, pois é excelente para aqueles que estão à procura de uma alimentação mais saudável.

Geralmente a raiz que é utilizada na culinária, pode ser encontrada em lojas de produtos japoneses, empórios de produtos naturais e em supermercados grandes.

Preciso dizer, que não achei uma receita específica da coxinha de bardana, porém continuarei procurando e se eu achar, certamente dividirei com vocês aqui em nosso blog, porém, segue abaixo alguns links com receitas feitas com a bardana.

Sobre Gisele Del Giudice

Gisele Del Giudice

Verifique, outras opções.

Kefir? Uma bebida saudável e deliciosa!

Kefir de leite, bebida saudável e deliciosa! O que é kefir? É um probiótico que …

Deixe uma resposta